Série: Ainda que 4

4. Ainda que a mãe esqueça-se do filho do seu ventre... (Is 49.15)
Nesta série, há um outro “ainda que” tremendo na Palavra. Em Isaías o povo por algumas vezes murmurou dizendo que o Eterno de seu povo havia se esquecido. Que a bondade do Senhor se retirara de seu povo entregando-o à própria sorte de seus fracassos. Deus de nós se esqueceu!
Este é o sentimento que se tem quando de repente um exame revela algo inesperado e grave. Quando uma demissão pega a pessoa completamente desprevenida, quando uma situação destrói um sonho de casamento, de família na vida. Onde está Deus nisso tudo? Deus se esqueceu de mim?
 Esse texto de Isaías 49.15 traz à memória o que de fato pode nos dar esperança. Uma mulher que tenha dado a luz não pode esquecer-se do seu filho, a não ser em um caso de enfermidade gravíssimo como a depressão pós-parto. Mas o que é tremendo, é que esta promessa transcende tudo.. ainda que tamanha calamidade viesse ocorrer... Deus não se esquece dos seus!
Todos nós gostamos de ser lembrados. As vezes nos deparamos com situações da vida comum em que encontramos uma pessoa e não lembramos seu nome, ou somos indagados: você se lembra de mim? Creio que você sabe do que estou dizendo.
Deus usa uma figura expressiva e muito rica de uma mãe que amamenta, para dizer que não vai esquecer os seus, Ele nos tem gravado nas palmas de suas mãos. Isso é tocante. Estamos gravados nas mãos do Senhor. Foi Ele mesmo que fez isso. Deus não se esquece de nós. Deus não se esquece de nossas lágrimas, nossas orações, nossos pedidos, nosso trabalho.
As vezes as situações vividas no dia a dia trazem uma impressão que Deus não está se importando conosco. Que Deus não está ligando a mínima para o que está acontecendo. Mas a verdade é outra: “Lembra-te destas coisas, Ó Jacó, ó Israel, porquanto és meu servo! Eu te formei, tu és meu servo, ó Israel; não me esquecerei de ti” (Is 44.21). Ainda o mesmo profeta nos faz lembrar: “Visto que foste precioso aos meus olhos, digno de honra, e eu te amei”... (Is 43.4).
Em Êxodo 3, o povo estava em cativeiro no Egito, escravizados, maltratados, sendo mortos pelos seus dominadores... Deus se lembra de sua gente e desce para livrá-los de toda aquela situação. Deus não se esquece de nós. Deus não está alheio ao que nos acomete... mas também Deus nos socorre em meio a toda adversidade, em meio aos temporais.
Em Isaías 38.5 o Senhor envia um recado para o rei Ezequias dizendo: “vi tuas lágrimas” e mais: “porque Deus não é injusto, Ele não se esquecerá de tuas obras e do amor que vocês costumam mostrar por Ele!” (Hb 6.10).
Como é bom ser lembrado! Como é maravilhoso saber que não somos esquecidos jamais por Deus!

Carlos Jr