Do livro: Vencendo com as pessoas



O PRINCÍPIO DA CIRCUNSTÂNCIA

“Nunca permita que uma situação tenha mais valor do que um relacionamento”

O que você faria se tivesse uma chance na vida de realizar seus sonhos, crescer e assumir o lugar na elite de sua profissão, tornando-se um campeão? E o que aconteceria se apenas uma pessoa se colocasse entre você e sua meta? E se este única pessoa fosse sua irmã?

Foi esta a situação que Serena Willians enfrentou. Se você é um aficionado do tênis, sabe sobre as irmãs Venus e Serena Willians. As meninas que cresceram juntas como irmãs e tornaram-se as duas mais excelentes tenistas do ranking feminino. Todavia, a mais velha (Venus) sempre vencia sua irmã (Serena). Venus era o entrave para que Serena tornasse a melhor na sua profissão. O que vale mais, uma situação ou uma relação?

Venus e Serena não escolheram ser irmãs. A maioria de nós não tem como escolher quem faz parte da família. Mas podemos escolher a maneira de tratar nossa família. Decidimos se alimentamos ou negligenciamos os relacionamentos familiares. E sejamos sinceros: toda família tem alguém que coloca os relacionamentos à prova. A maneira como vamos tratar essas pessoas também é uma escolha a ser feita. Muita gente espera que os relacionamentos sejam fáceis. É muita ingenuidade. Basta pensar nos votos do casamento para perceber que sinalizam que a vida será difícil e que podem ocorrer situações de concorrerão para uma separação: tristeza, pobreza, doença, tempos difíceis. A questão é: quando estes momentos difíceis chegarem, o que será mais importante? A situação ou a relação?

Manter um relacionamento forte é uma questão de decisão. Uma das razões pelas quais o índice de divórcio é tão alto é que muita gente se casa sem um compromisso firme de nunca permitir que qualquer situação seja mais importante que o relacionamento. Toda vez que alguém coloca a situação na frente do relacionamento, isso acontece pela seguinte razão: criou-se uma falta de perspectiva. É preciso lembrar que gente é sempre mais importante que coisas. Bens, cargos, poder e sucesso... tudo isso vai passar.

COMO MANTER A SITUAÇÃO NA PERSPECTIVA MAIS APROPRIADA?

Para não perder a perspectiva e se prevenir do erro de permitir que a situação se torne mais importante que o relacionamento, você pode fazer varias perguntas a si mesmo:
1.       Será que enxergo a situação como um todo ou só vejo as coisas ruins?
2.       Será que associo a situação como um todo com as coisas ruins que me acontecem?
3.       Esta circunstância é pontual ou tornou-se recorrente?
4.       Sou capaz de mostrar o meu amor incondicional durante as situações mais difíceis?
5.       Será que faço muita tempestade em copo dágua?
Como saber se está fazendo muita tempestade em copo dágua? Há umas perguntas que ajudam este diagnóstico:
a.       Com que freqüência você fica tenso ou irritado?
b.      Com que freqüência você levanta a voz quando conversa com alguém e discute uma situação de diferença de opinião?
c.       Você costuma brigar pelo que é certo ou para manter sua autoridade?

Se estas coisas acontecem cm certa freqüência, sua perspectiva pode estar equivocada. Estar constantemente agitado não é uma maneira saudável de viver, nem desenvolve ou mantém relacionamentos saudáveis.

Livro: Vencendo com as pessoas

Autor: John Maxwell